quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Soneto

ALGUÉM ESPECIAL
Arlene Miranda

Felizes os que passam pela vida,
Buscando encontrar felicidade,
Sem terem medo de enfrentar a lida,
Sem mergulhar nas poças da maldade.

Feliz quem não tem medo de sonhar,
E enfrenta, altivo, a fatalidade,
Que faz da sua dor um caminhar
Guardando n’alma o gosto da saudade.

Se encontrares, no mundo, alguém assim,
Que aprecia as flores do jardim,
Estende-lhe a mão, dá-lhe amizade...

Queira-lhe bem, exalte o seu sorriso,
Compartilhe com ele o paraíso,
E toda a sua aura de bondade.

Maceió, 26/11/2006

2 comentários:

Lou Correia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claraluz disse...

Este é o que mais me identifico...
Obrigada minha poetiza