sexta-feira, 6 de agosto de 2010

CEM ANOS DE ADONIRAN BARBOSA


Hoje, se vivo fosse, João Rubinato, ou melhor, Adoniran Barbosa estaria completando cem anos. Compositor, cantor, ator e poeta paulista de inegável valor, o boêmio do Bexiga compôs admiráveis jóias do samba brasileiro, como "Saudosa Maloca", "O Samba do Arnesto", "Trem das Onze" e muitos outros. Este blog rende, portanto, uma justíssima homenagem a esse homem admirável que, apesar de quase não rir, sabia conquistar os amigos com o seu jeito despojado, simples, de malandro e poeta.

5 comentários:

Juliana Pires de Sousa disse...

Já ouvi falar muito de Adoniran e já ouvi muitas músicas dele. Que ele seja lembrado para sempre.

Arlene disse...

também desejo isso, Juliana: que Adoniran seja lembrado para sempre. Ele merece, pois foi um dos maiores compositores brasileiros. Obrigada pelo comentário. Um abraço. Arlene

Claraluz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claraluz disse...

Não posso ficar nem mais um minuto com você, sinto muito amor, mas não pode ser....Minha mãe não dorme enquanto eu não chegar, sou filho único, tenho a minha casa pra olhar!"
Fez história esse "seu moço"!!!

Anônimo disse...

De fato, amiga, esse moço fez historia na música brasileira. Sempre fui sua fã incondicional, daí a homenagem que lhe presto neste blog. Grata pelo comentário. Bjs. Arlene