quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

FELIZ ANIVERSÁRIO



Embora com certo atraso, devido a problemas no meu blog, quero homenagear minha querida irmã Goia, que aniversariou no domingo (24). Ela que é, para mim, mais que uma irmã, é minha amiga, minha protetora, meu anjo de guarda, zelando por meu bem-estar e por minha felicidade. Que Deus a proteja e a faça cada vez mais feliz, cobrindo-a com seu sagrado manto. Parabéns, querida irmã. Um beijo de sua irmã que a ama muito. Arlene.

6 comentários:

Valderez de Barros disse...

Uma bela homenagem à tua irmã, a Goia, que a merece, pela pessoa gentil e meiga que é!!! Para ela, os meu parabéns atrasados, mas, de coração...e pra ti, doce e querida amiga, o meu mais carinhoso abraço!!!

Nilo Pereira disse...

Os sensíveis não passam por
uma rosa sem olhá-la. Assim é quem
lê ou quem escreve poesia. Duas rosas no mesmo ramo como estas é uma Antologia; pra rimar não precisa de letras nem de sentir odor. São poesias que Deus fez.
Felicidades pras duas. beijos.
Nilo.

Arlene disse...

Valderez, minha doce poetisa, que lindas palvras você dedicou á minha querida irmã. Goia agradece, de coração, sua homenagem. Você é maravilhosa. Beijos fraternos. Arlene

Arlene disse...

Nilo, meu querido marido, que surpresa linda foi o seu comentário. Poético, terno, amoroso, lindissimo. Você também é poeta, sabia? Quem escreve palavras tão sensíveis, só pode ser poeta. Goia e eu ficamos comovidas. Receba nosso abraço carinhoso. Arlene e Goia.

Claraluz disse...

E chega eu: Uma simples admiradora desta tão amada Poetisa que não esquece de quem ama.
Me emocionei ao ver esta linda homenagem e declaração a sua grande amiga e companheira.
Parabéns a sua "Góia" que tanto lembra você no sorriso e olhar.
Beijos e fiquem com Deus!

Arlene disse...

Clarisse, querida, obrigada pelas carinhosas palavras. Minha homenagem à minha irmã é uma das mais justas que presto a alguém, por tudo o que ela significa para mim. Por seu carinho, por seu amor e desvelo para comigo. E fiquei comovida com os expressivos comentários dos queridos amigos e especialmente do meu Nilo, um sensível toque de poesia. Lindo! Beijos. Arlene.